Os empréstimos são soluções pouco recomendáveis, mas salvam a situação financeira de muitas pessoas. Entenda agora como fazer empréstimos negativados.

Quer seja por imprevistos, por impossibilidade de formação de reserva de emergência ou por falta de investimentos e educação financeira: não importa a razão, os empréstimos negativados são uma saída — ainda mais quando se pensa em cheques — pelo qual os bancos descontam imediatamente o pagamento.

Os empréstimos negativados têm a principal função de auxiliar o cliente a limpar o seu nome. Os órgãos de proteção ao crédito a cada ano divulgam suas estatísticas revelando que a maior motivação para os empréstimos é a quitação de dívidas.

Entretanto, para alcançar esse objetivo é possível encontrar algumas problemáticas. Selecionamos algumas dessas dificuldades e indicamos o que fazer. Confira!

1.      Empréstimos negativados: Medo da recusa

Até que você regularize a pendência, esse medo será constante. Felizmente existe uma opção para ser aceito: concordar em pagar juros mais altos. As taxas de juros podem chegar a 900% ao ano, então não deixe de procurar bem por uma empresa segura e viável.

Existe essa desvantagem óbvia das parcelas pesarem mais no seu bolso, mas lembre-se de que essa prática é comum e muitas pessoas conseguem sair do negativo assim.

2.      Use os tipos de empréstimos ao seu favor

O empréstimo consignado é outra opção a qual as instituições financeiras enxergam com bons olhos — mesmo para os negativados.

O débito automático da folha de pagamento garante muito mais segurança, para você e para a empresa. Dessa forma você usa com estratégia esse tipo de empréstimo disponível no mercado.

3.      Suspenda já o aumento da sua dívida: Conheça os empréstimos negativados online

Você que já tem uma ou mais dívidas sabe que quanto mais o tempo passa ela continua aumentando, não é mesmo? Às vezes ter que se dirigir a uma financeira, juntar a documentação e se apresentar pessoalmente com o seu CPF negativado é uma tarefa difícil.

É por isso que existe a forma de pedir o empréstimo pela internet de forma segura. É a opção mais rápida que vai ajudar a interromper de vez o crescimento da dívida com a liberação do crédito.

Nos empréstimos online, geralmente basta enviar o CPF, comprovante de renda e de endereço. Caso seja aprovado, em horas o crédito é liberado. Na análise do pedido, muitos fatores são considerados, como os próprios dados cadastrais.

Se você for autônomo, por exemplo, um meio de melhorar seu cadastro é ser um MEI (microempreendedor individual).

Enfim, lembre-se sempre de controlar bem seu empréstimo. Use caderno, planilha no computador, aplicativo, etc. Não tem desculpa.

Inclusive uma pesquisa feita em 2017 por um órgão de proteção ao crédito verificou que 55,9% dos consumidores brasileiros de fato controlavam o pagamento das parcelas. Não fique de fora dessa porcentagem.

Procure aceitar, principalmente no empréstimo consignado, que seu orçamento mensal ficará reduzido abruptamente. Assim é preciso se preparar previamente e saber que terá que economizar pelo menos até quitar a dívida.